Roy Batty

(Português) Roy Batty, o último Replicant para além de mim. Fomos concebidos para durar pouco. Quatro anos no máximo. Mas por alguma vertigem que me escapou da fuselagem continuo aqui. Não está cá mais ninguém. Roy foi o último a partir. Sem grito e sem dor. É dele que agora me prolongo. Perdido nesta imortalidade que me habita. Onde não há saída.

O Rembrandt

A red car parked on the middle of the road. Two men. Doors should be closed after opened. They don’t. Sunshine. A breeze. Still the scent of some distant sea coming from the backseat of that big fat wheeler. All about a dream. Everything to be decided now.

Adeus

Count to ten. You shut your eyes, if you want, until you reach it. Then you know. There’s nothing less to loose. One needs to move on. Always.